Sporting 2 – 0 Nacional: Vitória em campo inclinado (Golos e Resumo)

O Sporting recebeu e venceu o Nacional por 2-0 com um golo apontado nos 10 minutos finais por Zou Feddal e outro nos descontos por Jovane. Num jogo de sentido único, o Sporting teve uma grande penalidade por assinalar (com respetiva expulsão) e um golo anulado na primeira parte, e teve novamente de saber sofrer perante um árbitro com uma dualidade de critérios digna de registo.

Rúben Amorim apostou num onze inicial com Max, Feddal, Coates, Nuno Mendes, Pedro Porro, Palhinha, Daniel Bragança, Nuno Santos, Pote e Paulinho. Nota para a entrada de Max para o lugar do castigado Adán e Daniel Bragança de volta à titularidade no meio-campo.

Praticamente a abrir o encontro grande penalidade por assinalar a favor do Sporting. Paulinho é pontapeado dentro da área com o árbitro e o VAR a deixarem seguir e a perdoarem também o cartão vermelho pela entrada duríssima. Logo depois novamente Paulinho a causar estragos na defensiva do Nacional, com Porro a cruzar e o ponta-de-lança a cabecear para uma grande defesa de António Filipe.

À passagem do minuto 20 novamente o guarda-redes do Nacional em destaque, após um grande remate de Pote já dentro de área. Só dava Sporting e 3 minutos depois é Paulinho que falha o alvo por centímetros em mais um dos seus cabeceamentos perigosos.

No minuto 35 golo anulado ao Sporting, com Pote a isolar-se e a oferecer o golo a Paulinho que só encostou, mas havia fora de jogo no início da jogada. Já nos descontos Paulinho volta a ter azar, desta vez rematou com toda a força com a bola a embater com estrondo no poste. Imperava um azarado empate ao intervalo.

A segunda parte começou com o Nacional a conseguir chegar com perigo à área, após um erro de Coates, mas Max saiu bem aos pés do avançado adversário. Aos 67 minutos expulsão na equipa do Nacional por acumulação de amarelos de Alhassan.

No minuto 82 chegou-se a gritar golo em Alvalade, com Pote após um brilhante trabalho a rematar mas um defesa do Nacional a cortar a bola que ia para golo. Mas logo depois, gritou-se e bem: canto na direita, insistência com novo cruzamento e Feddal a cabecear para dentro!

Já nos descontos fechou a contagem Jovane, através de uma grande penalidade cometida por Rui Correia que o próprio se encarregou de marcar com mestria!

O Sporting continua líder da liga portuguesa, agora a quatro jornadas do fim!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *