FC Porto e SL Benfica vencem beneficiando de dois erros de arbitragem com influência no resultado

Durante o dia de hoje tivemos os jogos desta jornada do FC Porto e do SL Benfica, sendo que, ambos os clubes venceram pela margem mínima e em ambos os jogos uma falha de arbitragem podia ter mudado tudo. Se no estádio da Luz há uma grande penalidade por assinalar a favor do Portimonense, em Guimarães a falha foi ainda mais grave com um jogador do FC Porto por expulsar ainda na primeira parte com a sua equipa a perder.

SL Benfica 2 – 0 Portimonense (75′ minutos)


Com o resultado ainda em 2-0 para o SL Benfica, o Portimonense bem pode reclamar de uma grande penalidade por assinalar a seu favor. Beto é lançado nas costas da frágil defesa encarnada e já dentro de área é tocado pelo guarda-redes da equipa da casa. O jogador do Portimonense chega primeiro à bola, tem ainda a bola ao seu dispor e o guarda-redes sem conseguir chegar ao esférico toca no jogador do Portimonense provocando a queda do mesmo. Se houver dúvidas pelo vídeo, temos uma imagem que não deixa margem para dúvidas:

Toque em ‘slide’ do guarda-redes do SL Benfica com o joelho no pé do jogador do Portimonense, quando este já tinha tocado na bola primeiro, dentro da área. Beto cai e o mais surreal… vê amarelo por simulação. O treinador do Portimonense, Paulo Sérgio não deixou passar a situação dizendo o que todos sabemos: que já viu grandes penalidades assinaladas por situações mais mais leves, que está à frente do VAR que Beto domina a bola primeiro e o guarda-redes do SL Benfica só toca no jogador.

Vitória 1 – 0 FC Porto (29′ minutos)

A reação do Vitória, nomeadamente do treinador e dos jogadores dentro do campo disseram tudo sobre este caso. Inacreditável como Romário Baró não vê um segundo amarelo com esta falta sobre Rochinha. Oportunidade de saída rápida do Vitória, com o extremo Rochinha a conseguir sair bem a jogar e Romário ao ver o lance perdido em velocidade tem a única intenção de travar o jogador. Isto, o facto de não ter como intenção jogar a bola, aliado ao facto de travar uma saída perigosa para o ataque não deixa margem para dúvidas: cartão amarelo. Sendo que, Romário Baró já tinha visto amarelo, era o seu segundo e consequente e óbvio vermelho e expulsão. Curioso que apenas dois (!!!!) minutos depois, Sérgio Conceição tira Baró do campo para a entrada de outro médio. Curioso também será esperar pela reação do FC Porto a este lance. O que seria se fosse o Sporting…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *